Contaminação por "disquetes" está de volta

Há uns 20 anos os virus chegavam pelas disquetes. Passavam-se ficheiros de computador em computador usando esse meio com uma pequena fração da capacidade dos CDs/DVDs/pens actuais e lá iam passando os virus. Depois a Internet começou a reinar e os virus, vermes, cavalos de Tróia e restante bicharada começaram a chegar vindos daí. Downloads, acesso a páginas de web e mails passaram a ser os novos perigos. Pois, parece que as disquetes estão de volta. Há uns tempos passei um documento a um colega usando uma pen USB. Avisou-se de que o antivirus se tinha queixado de que a pen estava infetada. Desinfetei o computador (portátil) e a pen. Pus a pen no outro computador (desktop) e voltou a ficar infetada, pois este também o estava. Desinfetei. Liguei o disco externo a um dos PCs, mais infecções. Assim fui andando. Feitas as contas tive de desinfetar dois computadores (várias vezes), uma pen usb (idem), um disco externo, e um leitor de mp3. Felizmente não tenho usado muito a máquina fotográfica nos últimos tempos...

1º Fórum de Software Livre de Lisboa, na FCUL

1º Fórum de Software Livre de Lisboa, na FCUL
http://www.softwarelivre.com.pt/

O Software Livre (GNU/Linux, FreeBSD, OpenBSD, NetBSD e outros) tem-se mostrado cada vez mais como uma boa alternativa, não só para o desenvolvimento científico como também para empresas, empresários, estudantes, inclusão digital e para pessoas comuns.

A partilha do código só eleva o fascínio por si e pela melhoria contínua, fazendo assim com que programadores do mundo inteiro possam contribuir e compartilhar, beneficiando todos dessas melhorias.

O Software Livre já-se tem demonstrado como uma óptima opção para modelos de negócios, sendo utilizado em diversos casos de sucesso na Europa e no mundo não sendo, assim, apenas uma ferramenta académica, mas também uma forte alternativa tecnológica para pequenas, medias e grandes empresas. Enfim, venham compartilhar experiências neste I Fórum, ensinar, aprender, ouvir, falar, opinar... A sua presença é fundamental!