Intrusão na Procuradoria

... ou num PC pessoal de um dos Procuradores? Interessante.

Pirata informático atacou ficheiros da Procuradoria
Por Ana Paula Azevedo, Sol, 28 de Fevereiro de 2009

O sistema informático da Procuradoria-Geral da República (PGR) sofreu um ataque de pirataria, tendo sido detectada uma intromissão não autorizada no computador de um dos procuradores titulares do inquérito ao ‘caso Freeport’

Segundo o SOL apurou, essa intromissão ocorreu há cerca de três semanas, estando, entretanto, a decorrer um inquérito. Sabe--se que foi utilizado um trojan, ou seja, um ‘cavalo de Tróia’ – um ‘programa’ que permite aceder, à distância, à memória dos computadores, ler, copiar e reenviar ficheiros para um endereço pré-definido.

O ataque foi feito através do sistema informático usado pela Procuradoria, em cuja dependência funciona o DCIAP (Departamento Central de Investigação e Acção Penal) – onde trabalham os magistradores responsáveis pela investigação do ‘caso Freeport’, Vítor Magalhães e Pais Faria. Foi no computador deste último que foi detectada a intromissão.

No Sol de 12 de Junho:
http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Politica/Interior.aspx?content_id=127390