Cifra planeada para as redes 3G foi quebrada

Os algoritmos de cifra utilizados nas comunicações GSM desde há mais de 20 anos (cifras de corrente A5/1 e A5/2) têm vindo a ser criticados por serem teoricamente fracos. No entanto, pouco foi feito até esta fraqueza teórica ter sido demonstrada na prática em Dezembro último. Agora a GSM Association pretende migrar rapidamente as redes 3G para a nova cifra KASUMI que tem vindo a ser desenvolvida nos últimos anos e que é na realidade uma versão modificada (e supostamente melhorada) de uma outra cifra denominada MISTY proposta em 1995 pela Mitsubishi Electric.

Ora, há poucos dias um grupo de investigadores do Weizmann Institute of Science em Israel, conseguiu demonstrar que a cifra KASUMI é mais fraca do que a cifra MISTY. Mais concretamente, em condições específicas descritas no artigo, foi possível derivar a chave (supostamente secreta) utilizada na cifra KASUMI, usando apenas um único PC durante duas horas. Este ataque não funciona quando a cifra MISTY é utilizada. Aliás nem este nem qualquer outro publicado até à data. Os investigadores do instituto israelita concluem que as modificações efectuadas na transformação MISTY->KASUMI acabaram por enfraquecer a cifra, ao contrário do pretendido.

Mais detalhes no artigo:

A Practical-Time Attack on the A5/3 Cryptosystem Used in Third Generation GSM Telephony