Sites de embaixadas portuguesas atacados

Sites de embaixadas portuguesas atacados por piratas informáticos

Público

Os sites de várias embaixadas portuguesas, incluindo em Teerão, Londres e Madrid, foram nos últimos dias alvo de ataques de piratas informáticos que, em alguns casos, deixaram assinaturas que ainda permanecem visíveis.

Foram registados dois ataques separados assinados pelos grupos Net-DeViL e Sanfour 25, sendo que o primeiro alterou páginas das embaixadas no Irão, Reino Unido e Republica Checa deixando uma mensagem anti-Estados Unidos da América. O ataque da Sanfour 25 visou as embaixadas de Berlim, Madrid e Maputo e atingiu zonas dos sites que, normalmente, não são visitados pelos utilizadores. [interessante frase]

O grupo Sanfour 25 visou ainda o site da Autoridade Nacional para a Proibição das Armas Químicas. A mensagem deixada pelo grupo Net-DeViL já foi retirada, mas a assinatura deixada pelo Sanfour 25 continuava, ao final da manhã de hoje, ainda visível nas páginas que visou. Neste último caso, as páginas em questão foram substituídas por uma página em branco onde se pode ler, no canto superior esquerdo, as palavras “Sanfour 25”, assinatura do grupo. 

A informação inicial foi remetida à Lusa pelo site websegura e confirmada pela Lusa nos sites das embaixadas de Berlim e Madrid, tendo fonte diplomática explicado que, no caso de Madrid, o site está alojado num servidor em Portugal.

A informação sobre o ataque terá sido canalizada inicialmente pela embaixada em Berlim, tendo Madrid remetido também a informação para Lisboa. A Lusa contactou a embaixada de Portugal em Maputo, que disse desconhecer a situação porque está com uma falha temporária de Internet.